A História Sempre se Repete


Como professor de história, deixo aqui uma pequena reflexão, assim desejo que não incomode a ninguém, pois é mesmo apenas um desabafo.

É para ficar deveras preocupado! Pois vejam, desde o início da República o governo quase sempre foi da elite e para ela mesma. A grande maioria da população, os pobres de marré-dê- sí, ficou sempre de lado, chupando o dedo ou coisa pior... Houve ganhos consideráveis nas questões trabalhistas com os governos de Vargas, mas as elites continuaram dando o tom da música e o povo ainda tinha que dançar!

Em fins dos anos 60, João Goulart fazia um governo voltado às reformas de base, quando o Brasil assinalou avanços importantes, como aumento de renda  para os trabalhadores e, sobretudo, anúncio de mais reformas, como a educacional, bancária, agrária e outras. Claro que aqueles que estiveram sempre ganhando, ricaços e poderosos, não queriam reformas, ou seja, não queriam perder nadinha de nada do seu poder e riqueza. Muitas marchas se fizeram, como a Marcha dos Cem Mil, formadas por gente pobre e trabalhadora, gritando pelas reformas tão sonhadas! Isso assustou a classe alta, os militares, os americanos... Estes, por sua vez, incentivaram outros interessados, banqueiros, industriais e a mídia(!!!!) e promoveram o golpe, a famigerada Ditadura Militar de 64! Todo mundo sabe o que foi essa desgraça no Brasil, ou nos esquecemos das aulas de história? Precisamos recordar??

Hoje, observamos um colossal movimento de descontentes, uns por questões justas, ou por causa do Bolsa Família e demais programas sociais, outros porque perderam privilégios, outros por questões  partidárias e mais outros por motivos diversos.  Até aqui, tudo bem, afinal isto é uma democracia, ou algo parecido! Beleza! Mas o problema está no comando daqueles que pressionam por um impeachment a qualquer custo, buscando razões e motivos, como que a procurar uma agulha num palheiro, envolvendo novamente as elites, a mídia, as classes altas, incitando os militares (de novo!). Quase sempre com palavras de ordem, do tipo, “militares neles!”, “volta da ditadura!”. 

Então, prender e punir os corruptos é o que todos queremos, de todos os partidos, isso é necessário. Agora, armar um teatro político e jurídico para barrar “os socialistas”, para que os mais poderosos continuem alimentando seu sonho de ir à Disney, coisas desse tipo, aí não, né? Isso é inusitado e estamos vivendo uma situação inusitada! Mais inusitado, para não dizer deprimente é ouvir de pessoas esclarecidas suas razões tão pífias para pedirem a volta da ditadura militar, alguns dos quais ouvi dizer que na juventude tiveram que correr dos militares só porque estava na esquina conversando com amigos ou porque criticou esse ou aquele político do partido deles, o Arena! O que dizer daqueles que ajudaram a derrubar o militares em 1984 e hoje esqueceram tudo, está engrossando a marcha dos “revoltosos” que usam grife e nem pegam no pau da bandeira para não quebrar as unhas!!

Para que serve a história? Uma das maiores serventia é nos ensinar, pois como já disseram, o pior cego é o que não quer ver.